Visita da JICA movimenta última semana de Abril no Sinctronics

27 de Abril 2016

Agência Japonesa visita a operação do Sinctronics e se impressiona com o que vê: um ambiente limpo, cuidadosamente pensado para promover a sustentabilidade ambiental, respeitando as pessoas e a comunidade.

A última semana de Abril fechou com chave de ouro para o Sinctronics. Uma visita internacional sempre abre nossos horizontes e nos proporciona aprendizados ímpares; e foi isso que aconteceu no dia 27 de Abril.

Recebemos a JICA, a Agência de Cooperação Internacional do Japão. Como o próprio nome diz, a JICA pretende contribuir para a promoção da cooperação internacional, bem como o desenvolvimento saudável da economia japonesa e mundial por apoiar o desenvolvimento socioeconômico, a recuperação ou a estabilidade econômica das regiões em desenvolvimento.

Em momentos de acordos setoriais sendo concluídos, é muito importante para o Brasil, contar com o apoio e envolvimento de uma organização internacional, que sempre pode agregar com suas opiniões e experiências. Abaixo reproduzimos, orgulhosos, um trecho do depoimento enviado por eles, após a visita:

“(...) A nossa visita na fábrica foi muito importante para nós, não somente pela atenção e explicações, mas também pela visita detalhada à fábrica. Acabamos tomando mais tempo que o previsto, pois tivemos várias perguntas que foram respondidas. (...) Fiquei totalmente impressionado! As parcerias com faculdades para desenvolvimento de novas técnicas/científicas e estudos que cooperam com o ambiente. (...) Além disso, senti um ambiente de trabalho seguro e a segurança são garantidas pelas instalações muito bem gerenciadas por você e sempre em prol do funcionário.Uma instalação como essa nem o Japão possui.

Por outro lado, em relação ao Brasil a logística reversa de E-Wast os setores envolvidos para o Acordo Setorial ainda estão em fase de discussão e dentro dessa fase, penso que a elaboração de um modelo de negócio pós discussão seria um outro desafio necessário.

Através dessa oportunidade o Japão e o Brasil, baseado nas diferenças, conseguimos trocar várias opiniões e isso foi e é muito útil pra nós. (...) penso que se pudermos construir uma forma de relação de cooperação, para ambos os lados seria de grande valor para nós.

Por último, novamente agradeço pela calorosa recepção de vocês nessa nossa visita.
E torcemos de coração pelo sucesso ao negócio que foi de forma muito eficaz desenvolvido por vocês.”